06/12/2007

levando o clichê a outro nível

então, em rolândia, aquele velho clichê da professora colada na cadeira ainda é hype.

A professora de matemática Lilian Cavado Iacomo, 35 anos, sofreu queimaduras nas pernas ao ser colada na cadeira por um aluno na segunda-feira, no Colégio Estadual Padre José Erions, no Jardim Novo Horizonte, em Rolândia, norte do Paraná. De acordo com o jornal Folha de Londrina, a cola utilizada pelo aldolescente e o verniz da madeira provocaram uma reação química.

e eu achando que nem funcionava. deixei as atrocidades da tia maria josé passarem em branco na segunda série. droga.
1 - professoras de matemática merecem todo o tipo de tortura. prontofalei.
2 - aposto que foi dica do professor de química.

3 comentários:

Anni Juraski disse...

dá aula de matemática? mereceu.

A gih. disse...

mereceu [2]
Rolândia? *entra 50 cent* Diabéiss?


'PSHHHHHHHHH
COME ON COME ON
My best friend's a homo he did sixteen guys....'

Mary West disse...

Aki na ilha o povo ainda é retrô ó, eu sempre usei tachinhas mermo.