21/03/2008

mantendo o espírito olímpico


desde que me entendo por gente, ouço falar em atrocidades na região do Tibet tão made in china quanto metade das bugingangas e/ou tênis nike que você já comprou na sua vida (a outra metade era made in indonésia ou taiwan).
eu nunca entendi o orgulho que os chineses têm desse crescimento bizarro baseado em exploração de mão de obra, total ausência de direitos trabalhistas (e humanos) e uma vergonhosa distribuição de renda. um dos países mais ricos do mundo? se você parar pra pensar na miséria na qual vive o povo no interior da china, nas taxas de analfabetismo, nos abortos coletivos que o governo (sic) gentilmente proporciona em províncias das quais a imprensa não fala muito (afinal, who cares about pregnant people quando se tem um cubo d'agua sendo inaugurado?) e em todo o resto do chinese way of life, o termo acaba ganhando tom de piada.
é fácil entender o empenho do governo que come com hashi o fígado do próprio povo em organizar os maiores jogos olímpicos da história: quem vai pensar em Dalai Lama e meia dúzia de monges carecas enquanto Michael Phelps estiver batendo recordes?
por outro lado, fica fácil visualizar os motivos que levam os chineses a estar tão empolgados com as olimpíadas, já que o esporte parece ser a única porta de saída na grande muralha da miséria para milhares (quiça milhões) de jovens chineses. (ou então não tem ninguém empolgado com poha nenhuma e chinês grilado parece sorrindo.)


(a imagem eu roubei descaradamente do jacaré banguela.

5 comentários:

Super Nada disse...

Essa história toda me faz lembrar das olimpiadas na Alemanha Nazista. Acho que as coisas não mudaram muito, mas entendo os filhos do Mao. Cada nação sabe o que é melhor para si [mesmo que isso queira dizer: mortes e mais mortes]. Nero botou fogo nas "favelas" romanas, na esperança de livros Roma do mal da pobreza.
Só um detalhe importante: a olimpiada de 2008, não é nada mais que um grande projeto de transição do "comunismo"[sarcarmos] para o capitalismo. Depos dela tudo muda, o que não quer dizer que as mortes vão parar...

japinha disse...

heidinha bono vox \o/

Simone disse...

Eu comprei muita coisa by zona franca de manaus...
Eu senti muita, mais muita pena mesmo dos tibetanos, povo sofrido e que mesmo assim faz suas orações com compaixao.
E o que pensar dos jogos na Africa!
QUER MAIS ABSURDO DO QUE AFRICAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA SEDIANDO ALGO?????????????????????????
(depois disso só o Brasil mesmo....)

Jojo disse...

Heidinha, vc falou td.

Só um adendo, paises da Europa tão ameaçando ficar fora dos jogos, caso a China não acabe com as retaliações ao Tibet.

Vamos ver qual será o próximo capítulo dessa novela...

Mary West disse...

Mermã eu tou amarrotada com isso, tipow é tão chocante vê os monges magrinho no camburão. Coisadelôco mesmo.